Cutelaria

Machadinha ou Serra Portátil: Qual a melhor escolha?

Para quem gosta das atividades mateiras, que hoje possuem um nome bem mais bacana: “bushcraft”, é praticamente indispensável a machadinha, certo? Errado! E ao longo deste artigo você irá entender porque, em algumas situações, a serra portátil pode ser bem melhor do que a machadinha.

A machadinha ainda é indispensável!

machadinha-ou-serra-portátil-1

Talvez você esteja meio confuso, mas calma lá. A serra portátil pode ser melhor que a machadinha, porém existem situações em que a machadinha é completamente indispensável.

Portanto, antes de aposentar a sua velha companheira de acampamento, vamos ver em quais situações você pode substitui-la e quais não é possível.

A importância do machado

Primeiramente, é importante saber que a machadinha – sem dúvida alguma – é muito mais resistente que a serra. Sendo assim, para expedições mais longas, utilizar a machadinha é praticamente indispensável.

Afinal de contas, caso o cabo da machadinha acabe quebrando durante a expedição, você ainda pode substituí-lo facilmente dentro do acampamento. Coisa que não ocorre com a serra portátil.

Porém, se você não costuma passar longos períodos na mata, a serra portátil pode ser muito mais interessante, como veremos no tópico a seguir.

Serra portátil: Porque ela é melhor que a machadinha

Serra portátil

A serra portátil se torna muito mais interessante que a machadinha, quando a sua atividade se limita a um acampamento de poucos dias ou horas. Isso porque a serra portátil se torna menos agressiva a natureza e, claro, faz menos volume e peso dentro do seu kit de bushcraft.

Enquanto uma machadinha apropriada pesa em torno de 1Kg, a serra portátil pesa pouco mais de 200 gramas, e ocupa um espaço consideravelmente menor, pelo fato de ser completamente maleável e você poder carrega-la no bolso, diferente do que acontece com a machadinha.

Além disso, o mais indicado quando se está numa atividade mateira de poucos dias, é evitar o corte de árvores. Ou seja, deve-se dar preferência aquelas árvores e troncos que já estão caídos, e isso ocorre por dois motivos:

Motivos

  1. O tronco caído, na maioria das vezes, já está seco, assim ele se torna muito melhor na hora de acender a fogueira para cozinhar ou se aquecer, diferentemente da árvore que ainda está “viva”.
  2. Ao utilizar o tronco caído, você não agride a natureza, desmatando e podando árvores, que muitas vezes deixam aberturas, pelas quais bactérias e fungos podem se infiltrar e matar a árvore.

Dessa maneira, a serra portátil oferece – além da mobilidade – o fato de ser muito eficaz na hora de cortar troncos secos, isso tudo sem mencionar a segurança oferecida pela mesma, que é praticamente a prova de acidentes, diferentemente da machadinha que pode escapar na hora de corte e acabar ferindo uma terceira pessoa e, até mesmo, a si mesmo.

Serra compacta de jardinagem

Serra compacta de jardinagem

Considerações finais

Um bom complemento para a serra portátil é a serra compacta de jardinagem, a qual funciona quase como um canivete, porém é maior e mais potente quando o assunto é madeira.

E, por fim, se você carregar uma serra portátil de jardinagem e a serra portátil tradicional, ainda assim terá menos peso e volume do que uma machadinha.

E aí, gostou do artigo? Então não deixe de compartilhar com seus amigos no Facebook e, claro, deixe seu comentário sobre qual equipamento de corte você prefere!

You Might Also Like